Nossa história

Alimentação e Vida Equilibrada

Análise simples de mercado...

Não é de se admirar que o vegetarianismo e o veganismo estão crescendo. Segundo a última pesquisa realizada pelo IBOPE, vinte e duas milhões de pessoas são vegetariana, ou seja, 14% da população brasileira tem uma consciência alimentar diferenciada e que promove essa preservação salutar que tanto buscamos.

Alguns dados apresentados mostram que esse número quase dobrou em relação a 2012, quando apenas 8% de brasileiros eram vegetarianos. Mas o que mais chama atenção é que essa pesquisa aponta duas características bem integrantes. A primeira delas está relacionadas ás embalagens dos produtos considerados vegetarianos ou veganos. As informações necessárias quase não aparecem ou são difíceis de encontrar. Outro dado importante e talvez alarmante, nos mostra que 60% dos pesquisados consumiriam mais esses produtos se o preço fosse o mesmo dos produtos que estão acostumados a consumir.

Veja, a preocupação com a alimentação está atingindo uma boa parte da população aqui no país. E porque não criar um projeto inclusivo e que possa auxiliar nessa mudança de comportamento alimentar e mais saudável? 


O SEBRAE, serviço social autônomo brasileiro, parte integrante do Sistema S que objetiva auxiliar o desenvolvimento de micro e pequenas empresas, estimulando o empreendedorismo no país, possui em seu site informações sobre o segmento de alimentação saudável. Lá encontramos dados que nos dão ainda mais suporte para seguir com nosso projeto. Veja:

  • Alimentação Saudável

O consumo de alimentos saudáveis vem crescendo no país. De acordo com pesquisa realizada pela Euromonitor, o mercado de alimentação logado à saúde e ao bem estar cresceu 98% no país de 2009 à 2014

A abrangência do segmento se justifica, pelo fato que, 28% dos brasileiros, consumir alimentos nutricionalmente ricos é muito importante. Além disso, 22% da população opta por comprar alimentos naturais e sem conservantes.

  • Público Glúten Free

A demanda do consumo de alimentos sem glúten vem aumentando a cada ano e ao mercado atende pelo menos dois públicos: pessoas que sofrem a doença celíaca e os que seguem dietas que restringem o consumo dessa proteína.

Fonte:https://m.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/artigos/segmento-de-alimentacao-saudavel-apresenta-oportunidades-de-negocio,f48da82a39bbe410VgnVCM1000003b74010aRCRD#this